NOSSO BLOG

Fique por dentro das novidades

FOZ DO IGUAÇU: TEMPLO BUSDISTA, MESQUITA E ECOMUSEU.



Pois é, essa cidade tão admirada por todos, tem muitos segredos esperando para serem desvendado, a mesquita, Templo Budista, Ecomuseu da grande Usina de Itaipu é um submundo de riquezas e histórias. Mas não se espante por tanto segredo escondido, eles têm um proposito para isso. Estão esperando sua visita. Não demore vir a Foz do Iguaçu.

Ecomuseu

Vamos começar falando do principal acervo da construção da Itaipu.

Na antiguidade, no começo da construção de Foz do Iguaçu, os dois países – Brasil e Paraguai – tiveram acordos para começar a fazer a Usina de Hidrelétrica, com isso, acabou trazendo muitas pessoas para essa grande obra, desde paraguaios, até Árabes. De uma certa forma, Foz além de uma cidade turística por suas belezas, também é um centro de culturas mundialmente famoso.

Construído a partir de suas grandes histórias, o Ecomuseu é o maior acervo histórico de Foz do Iguaçu, com o intuito de guardar as recordações para futuramente ter lembranças de como foi a construção da grande maquina de faze energia elétrica. Além de ser uma experiência educativa e histórica, esse espaço conta com uma exposição fixa, que relata história de Itaipu, dos seus contribuintes, região e socialização com Paraguai.

Para você ter maior experimento no local, tem maquetes, manequins e áudio descrição, explicando tudo o que aconteceu no local.

Ecomuseu também tem espaços para exposições artísticas e estações temporárias, com jardins para a área externa, a viagem ao tempo, é certeira que você não vai se arreprender, deixando um gostinho de quero mais.

A estrutura do Ecomuseu, não é longe da Usina Hidrelétrica de Itaipu, mas para você fazer essa visita, é preciso ir até o coentro de visitantes da usina para comprar seu ingresso, mas caso você queira ir com o conforto de ida e volta, o Hotel Tarobá com parceria com a Combo Iguassu, oferece o serviço de translado com horários de embarque e desembarque. Você pode comprar seu ingresso aqui.

O local visitado – Ecomuseu – tem guias paras lhe auxiliar na visita ao local, mas caso você queria observar com mais atenção a todos os detalhes e se perder de seu grupo, há placas de instruções e guardas no interior do local para também lhe auxiliar.

O Ecomuseu, com certeza é uma viagem no tempo, com visões, cheiros e histórias que remetem ao passado, deixando seu dia mais interessantes.

Templo Budista

Image

Além desse grande guardião de relíquias e antiguidades que é o Eco museu, também há o Templo Budista, trazendo na sua história, uma verdadeira essência da cultura do Oriente. Esse é o segundo maior na América Latina, ele fica afastado da cidade, com vistas para as duas cidades – Foz do Iguaçu e Cidad del Este, Paraguai – essa visita pode ser feita durante a ida para o Ecomuseu ou então na volta, como ficar melhor no roteiro de visitas na cidade.

O Templo Busdista, é um lugar de meditação, podendo se encontrar consigo no silencio do local, também podendo colocar em prática alguns mantras – se souber –, o lugar é repleto de imagens em gesso para que você possa sentir a presença desses deuses no local, não é algo paranormal, mas com a energia do local, você tem a capacidade de sentir o campo energético de cada um deles.

Esse templo, nada mais é do que um memorial do primeiro casal vindo da outra extremidade do mundo – o oriente – fazendo com a mesma ideia do Ecomuseu; espaço para recordar suas origens e também pensamentos seguidos em seu país de nascimento.

Imagens

Image

Cada uma delas representa um segmento que a “religião” dispõe acreditar , por exemplo, o Bodhisattva Samantabhadra que está sentado encima de um elefante branco com um pergaminho na mão, representa a felicidade ou o amor.

No Templo Budista, você também encontra uma grande estátua – 7 metros de altura – do Buda Shakyamuni, ele foi o principal personagem para essa filosofia acontecer, sendo um príncipe indiano, que abriu mão de toda sua fortuna para saber como os pobres moravam, dedicando assim sua vida a “iluminação”.

A imagem deitada, ao lado do grande centro onde estão as outras 7 imagens dos grandes deuses do budismo, representa o NIRVANA, após a morte, significando espírito de ascensão – ato de ascender –.

Claro que as estátuas são belos atrativos, mas não podemos esquecer do Templo em sí. O Ksitigarbha uma construção espécie de casa de 2 andares. É proibido ter material digital do espaço. Você tem a liberdade de fotografar as 18 estátuas que ficam na “Sala dos Guardiões” (único espaço com acesso liberado, dentro do templo) mas lembre-se que é preciso respeitar o lugar, pois acima de uma atração turística, é um santuário. Na parte de ciam da casa – templo – não é permitido subir, pois é onde acontece as celebrações, aos domingos de noite.

Image

Como chegar até o local?

O Hotel Tarobá com parceria com a Combo Iguassu, oferece o serviço de translado com horários de embarque e desembarque. O melhor de tudo, é que o lugar tem entrada gratuita e com espaço para comprar lembrancinhas.

Mesquita

Foz do Iguaçu fica somente atrás de São Paulo onde se encontra a maior colônia islâmica do país. Tendo um dia só para eles o nosso calendário, 12 de maio; não é difícil de saber o porquê, pois há tantos lugares na cidade vendendo Esfihas e Shawarmas, comidas típicas do mundo oriental.

Mesquita Omar Ibn Al-Khatab como é chamada fora inaugurada em 23 de março de 1983. A Mesquita passou dois anos sendo construída, até chegar na estrutura que se encontra hoje. O nome da mesquita, se dá pelo fato, desse homem que mais marcou na história da cultura Islâmica.

A estrutura da mesquita construída é de 600m², tendo espaços para festas e o templo, possuindo uma área de construção de 400m². A localização da Mesquita se direciona a Cidade Santa de Meca, direção que é voltada para face do muçulmano quando está em oração.

A mesquita é um templo religioso apesar de ser um ponto turístico, conta com aberscos – é uma elaborada combinação de formas geométricas frequentemente semelhantes às formas de plantas e animais – A arte do local é local chama atenção de todos, tendo formato oval, e com torres na laterais com tons brancos, quando iluminada verde no período do Ramadã – nome que se dá ao nono mês do calendário islâmico. Durante todo o mês, 1,6 bilhão de muçulmanos ao redor do mundo fazem jejum do nascer ao pôr do sol. Ao longo de todo o jejum, comidas e bebidas não devem ser consumidas e o pensamento deve ser mantido puro. Os fiéis e seguidores da religião acreditam que a prática ensina paciência, modéstia e espiritualidade. –

Para entrar na mesquita, as mulheres devem colocar um véu que cobre o cabelo e parto do ombro, também é colocado uma saia; todos os manos para cobrir o corpo é cedido no local e ao final da visita, também é dado uma amostra do Alcorão – livro sagrado dessa religião –. A mesquita também tem horário de visitas, você pode conferir essa informação com nossas agentes na Combo Iguassu.

Esses e muitos mais passeios, você encontra aqui.

O Hotel Tarobá com parceria com a Combo Iguassu, oferece o serviço de translado com horários de embarque e desembarque.

GOSTARAM DE NOSSAS DICAS?

Você é um turista que gosta de saber tudo sobre o destino que irá viajar? Gosta de tirar dúvidas, fazer perguntas e gostaria que tivessem pessoas moradoras do destino e outros viajantes para te dar feedbacks e indicar os melhores locais e dar conselhos valiosos para sua viagem? Pensando exatamente nisso a Combo Iguassu criou um grupo no facebook para auxiliar quem viaja a Foz do Iguaçu e gostaria de mais dicas de turismo, passeios e hospedagem na cidade. Um grupo feito completamente para tirar dúvidas e fazer perguntas relacionadas a esses quesitos aí em cima. Basta procurar no facebook pelo grupo “Dicas de passeios, turismo e hospedagem em Foz do Iguaçu” que aparecerá nosso grupo, ou clicando neste link azul em cima do nome do grupo.

Atendimento pelo Whatsapp
Aguarde