Skip to main content

O dia em que eu fui no Forest Experience no Parque das Aves

O dia em que eu fui no Forest Experience no Parque das Aves

Consultar

Olá leitores (as) queridos (as) do blog do Tarobá Hotel! Meu nome é Joicy e o post de hoje é pra você que procura novas experiências, que curte o contato com o meio ambiente e gosta de estar sempre em contato com novas culturas.

Como você leu no título, o post de hoje é sobre a minha experiência no Forest Experience, no Parque das Aves. Pense em algo magnífico e multiplique por 2. Pensou? É mais ou menos assim. Vou tentar relatar pra vocês como foi o passeio, desde o momento em que eu saí da minha house até o momento que eu saí do Parque. Vem comigo que eu te conto!

Primeiramente, é preciso saber do que o passeio se trata, então, vamos lá!

Forest Experience, o que é

O Forest Experience é um encontro realizado na floresta do Parque das Aves com os Guarani-Mbya, habitantes da aldeia Jacy Porã, localizada do outro lado do Rio Iguaçu, na Argentina. Neste encontro, os Guaranis realizam a cerimônia de boas-vindas, que envolve dança, comida e o cerimonial do tabaco.

Através do Forest Experience, os Guaranis convidam você a vivenciar esta experiência, realizando uma breve imersão em sua cultura, em meio à Mata Atlântica, à noite, ao redor de uma fogueira, acompanhada de um jantar tradicional compartilhado com eles.

O dia em que eu fui no Forest Experience, no Parque das Aves Forest Experience

Minha experiência

Bom, o Forest acontece todas as terças e quintas-feiras. O pessoal do Parque das Aves pediu pra nós estarmos lá às 18h30. Foi eu e mais duas colegas de reservas do Tarobá Hotel.

Fomos de ônibus, afinal a ideia era contar pra vocês como se locomover de ônibus aqui do centro de Foz do Iguaçu até o Parque das Aves, visto que é também uma ótima opção para quem quer economizar um pouco mais, pois a passagem de ônibus apenas custa R$3,45* e leva em torno de 35min, até o Parque.

Eu peguei o ônibus das 17h40 que passa em frente à minha casa, na Avenida JK, mas para quem se hospeda no Tarobá Hotel, tem a opção de pegar o ônibus dentro do terminal, que fica a menos de 1 minuto do hotel, e deve passar lá pelas 17:30.

Não tem erro! O ônibus que leva ao Parque das Aves é o mesmo que leva ao Shopping Catuaí Palladium, ao Museu de Cera (Vale dos Dinossauros) Cataratas do Iguaçu, ao Aeroporto e à Helisul. Em seu letreiro está escrito Aeroporto/Parque Nacional ou linha 120.

Enfim, cheguei lá às 18h25 e exatamente às 18h30, eu e mais outros visitantes, fomos guiados até a primeira parada do Forest Experience. Ah, é importante lembrar, que quando você está lá com os índios não pode tirar foto, nem filmar e nem usar o celular, a pedido deles, pois o objetivo do passeio é que você se conecte ao máximo com a experiência, mas nessa primeira parada e na trilha dentro do Parque até o local da experiência, o uso do celular, ainda, é permitido.

Então, chegamos nessa primeira parada, que é tipo um deck no meio da mata, onde tem uma iluminação legal, uns sofás para podermos ficar à vontade, e as meninas do Parque das Aves oferecem dois tipos de bebidas: para quem não toma bebida alcóolica, elas oferecem chá de verbena, que é um chazinho gelado, bem refrescante, e para os que bebem, elas preparam na hora uma deliciosa caipirinha. Pensem na delícia?

O dia em que eu fui no Forest Experience, no Parque das Aves Deck

E para acompanhar também, elas servem deliciosas mandioquinhas fritas, sequinhas, simplesmente maravilhosas. Nesse deck, a gente fica por um tempo, acredito que uns 30 minutos até o sol se pôr bem, para então os índios guaranis começarem o ritual, nesse caso é um ritual de dança.

Depois dessa parada, a guia nos entrega lanternas para começar a trilha no meio da mata, menos de 10 minutos de caminhada. Então, chegamos até o local da experiência e os índios já estavam dançando para nos receber.

Antes disso, é feito mais uma parada onde a guia nos explica que deve ser feito um cumprimento, com as mãos e com a cabeça e dizer uma expressão a qual eu não sei escrever em guarani, mas a pronúncia deve ser mais ou menos isso “ai u gvt”, que significa “vim em paz”.

Então, nos direcionamos até eles e entramos na dança em volta do fogo. Para os índios, tanto o fogo, como a lua, como a terra, como a dança, tem um significado espiritual, que eles explicam enquanto ficamos sentados lado a lado depois de terminar a dança.

Após isso, tornamos a dançar ao som de uma melodia tocada por um violino, uma espécie de chocalho, tocado pelos homens, e bambu, pelas mulheres. Nesse segundo momento, eles pedem para que tiremos os sapatos, portanto, não é obrigatório dançar descalço. Fica a seu critério.

Depois de dançar e conhecer um pouco mais a fundo sobre a cultura indígena, é hora de fazer uma refeição, típica dos índios. As meninas do Parque das Aves nos servem um prato delicioso que vem uma espiga de milho cozida, batata doce e uma outra batata, preparada de uma forma diferente, e peixe, acompanhado com suco de laranja natural ou água. Gente, pensa numa comida gostosa e um suco de laranja gelado? Muito bom mesmo!

O dia em que eu fui no Forest Experience, no Parque das Aves comida

Durante esse tempo de refeição, os índios e os visitantes comem todos juntos. Bacana mesmo é ver como eles se comportam, como eles se tratam uns aos outros, como eles conversam e brincam entre eles. Realmente, vale muito a pena!

Depois disso, ainda vem de sobremesa uma incrível tapioca de mel, outra delícia do passeio. E pra terminar, depois de uns 30 minutos de refeição. Novamente, nós dançamos em forma de agradecimento, e é feito uma benção com tabaco pelo avó (abuelo, como chamam), em sua cabeça e no peito. E assim, se encerra esse passeio maravilhoso do Forest Experience, no Parque das Aves.

Pra você que gosta de novas experiências, vai amar o Forest. Eu adorei e recomendo.

O dia em que eu fui no Forest Experience, no Parque das Aves sobremesa tapioca

Quem pode participar?

Somente maiores de 18 anos podem participar, mas jovens de 16 e 17 anos podem participar somente se estiverem acompanhados de um adulto responsável. Além disso, a trilha é acessível a cadeirantes.

Funcionamento

O Forest Experience no Parque das Aves acontece todas as terças e quintas às 18h30. A experiência dura aproximadamente 2h30min, dependendo do pôr do sol, e custa R$250,00*

Se você gostou desse post, que nós do Tarobá Hotel elaboramos para você, continue nos acompanhando diariamente para ficar sempre por dentro das novidades, dicas e passeios de Foz do Iguaçu e região.

Abraços e até o próximo post!

*Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio